Móveis soltos e contemporâneos dão o tom nesse alugado em Curitiba

Sem nenhuma intervenção drástica o apartamento alugado no bairro do Cabral ganhou personalidade e ficou com a cara da moradora

Há 4 meses, a criadora de conteúdo Pati Bianco saiu da casa dos pais para sua primeira vez morando sozinha e em um alugado. A escolha do apartamento, que fica no bairro do Cabral em Curitiba/PR, não foi rápida. Ela tinha uma lista de necessidades para preencher, entre elas um imóvel que tivesse os armários de cozinha, assim facilitaria na hora de gravar vídeos para o seu canal.

Depois que assinou o contrato, a moradora ainda levou 1 mês para se mudar, pois fez questão de deixá-lo com a sua cara e conseguiu! Quem entra ali nem imagina que faz tão pouco tempo que ela se mudou. “Eu sou designer, minha mãe também, além disso eu mostro muito a minha casa no Instagram, então queria algo que tivesse a minha personalidade” conta. Ela apostou em móveis soltos e bem contemporâneos para preencher o espaço e por conta disso não fez quase nenhuma mudança drástica no imóvel, aliás a única coisa que fez foi trocar o pendente que fica em cima da mesa de jantar: saiu o lustre super clássico, que veio junto com o apartamento, e entrou uma versão mais atualizada e compatível com o restante da decoração.

No quarto da moradora os móveis também fizeram a diferença: cama, mesas laterais, luminária e uma prateleira – que emoldura o ambiente –  deixaram tudo harmônico e quase nem notamos que não tem uma cabeceira ali. Próximo à janela uma poltrona confortável e um espelho arrematam a decoração e criam um novo ambiente dentro do quarto, um lugar para ler e relaxar. As paredes em tom de cinza estão em todos os cômodos e já vieram assim. Foto: Jéssica Filla A Pati trabalha parte do dia em casa, por isso precisava de um cômodo separado para transformar em escritório e, novamente, os móveis soltos deram vida ao espaço, todos em tons neutros e para adicionar cor e textura um tapete colorido completa o ambiente. Mas nem só com móveis se transforma um alugado em um lar, é preciso história e na casa da Pati a gente consegue ver isso em cada prateleira, com objetos que mostram quem ela é e de onde veio, como o quadro do avô que fica na sala. “Eu nem cogitei comprar um apartamento, pois não sei como vai ser a minha vida a longo prazo, então não quero criar raízes” conta ela quando perguntei se alugar foi a sua primeira opção. Ela diz ainda que no futuro pretende ter a sua casa própria, mas que a experiência do aluguel está sendo muito importante. “É ótimo poder vivenciar o alugado para saber o que você gosta e o que não gosta em uma casa, eu já sei, por exemplo, que quando for comprar quero um apartamento em um andar mais alto, por conta do barulho” explica. E ela tem razão.

Certas coisas nós não conseguimos prever e só vamos descobrir se gostamos ou não depois que experimentamos. Morar de aluguel é uma ótima maneira de testar, pode ser que você descubra que não precisa de uma casa com três quartos, que não gosta de cozinhas integradas com a sala ou que prefere apartamentos em andares mais alto, como a Pati. Já tinham parado para ver o alugado dessa forma?

Confira todas as fotos



No de Aluguel Visita eu conto histórias de inquilinos de verdade morando em casas alugadas reais para inspirar cada vez mais pessoas a morarem em uma casa incrível, especialmente se ela for alugada!

213 visualizações

de Aluguel

CNPJ: 32.385.970/0001-49
Rua Araribóia, 255 - Sala 14

Pato Branco/PR
oi@dealuguel.com

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone Facebook

CADASTRE-SE 
PARA SABER PRIMEIRO