Cores, texturas e objetos fogem do comum e deixam o ambiente cheio de personalidade

Ao entrar no apartamento alugado que a designer Thiela Belczak vive com o marido e os dois cachorros no bairro do Boa Vista em Curitiba/PR somos recebidos por um clima único e alguns elementos são os responsáveis por isso: o layout amplo da sala, o janelão ao fundo que emoldura as árvores da rua e todas as espécies de plantas que Thiela cultiva no apartamento.

Vista da sala da sala de TV e uma parte das plantas que decoram o apê. (Foto Jéssica Filla)

Esta é a segunda casa alugada do casal. Antes daqui, moraram por nove meses em um sobrado, arrumaram com carinho – o que incluiu a pintura dos rejuntes e uma cozinha modulada, mas logo precisaram se mudar, mas isso não foi um problema para Thiela. “Eu sempre gostei de decoração e faço isso desde pequena, mesmo gostando daqui eu me mudaria uma vez por ano” confessa.

Na sala de jantar, um belo papel de parede com folhagens (claro!) torna a parede um ponto focal e consegue deixar o ambiente com uma sensação de frescor, já na sala de TV quem domina mesmo são as plantas de verdade e de todos os tipos que você possa imaginar, elas estão pelo chão, na parede, no teto, no rack e apoiadas em pequenos suportes. Para quem gosta e tem uma mão boa elas são uma ótima maneira de decorar o alugado e trazer vida para qualquer ambiente.

A mistura de cores e texturas é ousada e deixa o ambiente com uma sensação de frescor. (Foto Jéssica Filla)

Quando se mudaram a cozinha não tinha móvel nenhum, por isso o casal decidiu trazer os móveis modulados que havia colocado no sobrado, adaptaram à nova planta do espaço, mas ainda faltavam os armários aéreos e eles decidiram negociar com o proprietário e deu certo! Ele topou mandar fazer e arcar com os custos.

O apartamento tem uma suíte e um quarto e, claro, eles são uma surpresa gostosa ao entrar. Na suíte do casal, a parede atrás da cama é preta, isso mesmo! Thiela não só tem um olhar cuidadoso para a decoração, como também gosta de ousar. “No Instagram a gente vê tudo muito igual e essa falta de personalidade me incomoda muito” explica ela. E se você acha que a tinta preta deixou o ambiente pesado, se enganou. A moradora soube equilibrar muito bem os outros elementos, como a cabeceira, as mesas laterais e o armário, assim a pintura preta se torna apenas um detalhe.

A parede atrás da cama do casal foi pintada de preta pelos moradores. (Foto Jéssica Filla)

O segundo quarto da casa virou um escritório e ateliê. Uma longa prancha de MDF apoiada em cavaletes brancos é a escrivaninha e em cima armários aéreos apoiam objetos coloridos, que deixam o ambiente com um ar super criativo e a gente nem nota a parede preta atrás, sim mais preto por aqui! Já do outro lado estantes vermelhas e um pegboard guardam novelos, tintas e todos os materiais necessários para um outro passatempo da moradora: fazer vasos de tecido e em fio de malha.

Sobre morar de aluguel? Thiela não vê problema nenhum e tem até medo de se fixar em um único lugar, mas confessa que tem vontade da casa própria para poder reformar o que bem entender.

Confira todas as fotos

previous arrow
next arrow
Slider

No de Aluguel Visita eu conto histórias de inquilinos de verdade morando em casas alugadas reais para inspirar cada vez mais pessoas a morarem em uma casa incrível, especialmente se ela for alugada!